Rejuvenescimento em motores elétricos: porque fazer?

Descubra como o rejuvenescimento poderá prolongar a vida útil do seu motor elétrico 

Você já ouviu falar em rejuvenescimento de motores elétricos? Bom, essa é uma prática muito comum utilizada na indústria de modo geral seja ela de pequeno, médio ou grande parte, que consiste basicamente em tornar um motor elétrico melhor e com possibilidades de funcionar por mais tempo, ou seja, aumentando a sua durabilidade.

Para quem não sabe muito sobre esse processo, resolvemos criar este artigo para falar um pouco sobre o que você precisa saber sobre rejuvenescimento de motores elétricos.

Confira no conteúdo a seguir!

O que é o rejuvenescimento?

O processo de rejuvenescimento de motores elétricos consiste em melhorar ou manter o nível de isolação dos enrolamentos, objetivando garantir maior durabilidade, isto é, aumentando a vida útil do equipamento com o menos custo de manutenção possível.

Sabemos que um dos fatores que regem a vida útil de um motor é as suas condições de aplicabilidade, ou seja, quando o processo de rejuvenescimento for bem realizado obedecendo a todas as rotinas de manutenção e tendo sua aplicabilidade alinhada com os parâmetros do seu projeto original, será possível prolongar a vida útil do seu motor ou qualquer outro equipamento elétrico.

Quando fazer o rejuvenescimento?

De um modo geral não há parâmetros exatos quanto ao melhor momento para submeter o seu motor elétrico ao processo de rejuvenescimento pois isso dependerá do tipo de aplicação ao qual o equipamento tem seu emprego.

Existem alguns fatores que exercem total influencia ao acelerar a necessidade de realizar o rejuvenescimento nos motores, como o tipo de trabalho, o ambiente onde está instalado, etc.

Para identificar qual o melhor momento de fazer o rejuvenescimento é preciso realizar um acompanhamento quanto a rotina de manutenção e desempenho do equipamento, analisando a evolução e a possível aparição de problemas no funcionamento.

Como funciona o processo?

Basicamente o processo de rejuvenescimento segue algumas etapas, vamos citá-las abaixo:

1° – Limpeza do estator bobinado

2° – Secagem em estufa controlando a temperatura de modo com que não ultrapasse 120°C até que toda a umidade evapore.

3° – Avaliação do nível de isolamento do equipamento através da verificação da resistência de isolamento e índice de polarização.

4° – Submeter o estator bobinado à um banho de verniz para manter o nível de isolamento e protegê-lo contra impurezas.

Vamos finalizando este artigo por aqui, se tiver interesse em saber mais sobre rejuvenescimento de motores, manutenção de equipamentos elétricos e automação industrial, basta entrar em contato conosco através do site, e-mail ou por telefone.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *